Pedreiro leva golpe de um “companheiro” de trabalho, mas o que aconteceria depois ninguém imaginava

Seu Beto, de 61 anos, é pedreiro e emprestou dinheiro a um “amigo” que desapareceu após roubá-lo e pedir dois empréstimos em seu nome. O homem não sabia como se livrar das dívidas até que um estranho lhe estendeu a mão.






O sangue de América Leal fervia de raiva.

Era um dia normal para ela até que chegou ao Ministério Público da cidade de La Paz, no México, quando viu um senhor vestido como um pedreiro sentado. No seu olhar era possível ver raiva, impotência e, principalmente, tristeza.


América Leal

Sem pensar duas vezes, a mulher se aproximou do homem e escutou a sua triste história. Ela não conseguia conter as lágrimas.

“Esta história me revira o estômago em um misto de coragem e impotência! Muitos me conhecem e sabem que sempre trato de ajudar as pessoas com o pouco que tenho. Nesse caso, não posso ajudar sozinha e por isso peço a ajuda do seu nobre coração”, escreveu a mulher em um post no Facebook.

O homem era Alberto Vale, de 61 anos e “aqueles que têm o prazer de conhecê-lo, sabem que é uma pessoa muito responsável, nobre e trabalhadora. Trabalha temporariamente na obra da Coppel, em Loreto, que como muitos sabem, em dezembro abrirá uma filial, o que para o Seu. Beto significa ficar sem trabalho depois de dezembro”, acrescentou.

“Infelizmente, o Seu Beto foi vítima de uma pessoa, um companheiro de trabalho que é paramédico, quem lhe roubou cerca de 19 mil pesos”, contou com raiva América Leal.

“O Seu Beto contraiu dívidas em dois bancos após esse roubo e todos os dias ele vai ao Ministério Público pedir ajuda para encontrar a pessoa que lhe roubou, mas alegam que não podem ajudar”, acrescentou.

América Leal

Sem acreditar na maldade do suposto “companheiro”, identificado como Fernando Amador Escobar, América decidiu pedir ajuda na internet apelando para a bondade de terceiros e usando a cara de tristeza de Seu Beto para a campanha. A mulher ainda publicou os dados bancários do senhor.

O velhinho esperava um milagre: devia 1.000 dólares, além do dinheiro que havia emprestado ao vigarista e que não lhe devolveu, claro.

E um milagre foi o que aconteceu. Centenas de pessoas, comovidas com a história do pobre homem, se mobilizaram e em menos de um dia o velhinho já contava com mais de 3.500 dólares em sua conta bancária. O suficiente para pagar as dívidas ter um Natal inesquecível.

Entre lágrimas, o senhor só podia dizer “obrigado…, muito obrigado. Que todos fiquem bem”.

“Gente bonita: o sr. Alberto acaba de vir aqui. Vimos a sua conta e a sua cara de felicidade com todo o amor que está recebendo. Isso não tem preço!”, disse América aos doadores.

“Ele resgataram a ideia de que ainda existem pessoas boas e solidárias. Deus abençoe a todos! Estamos no caminho certo para resolver seu problema ”, acrescentou.

Embora o golpe sofrido por Seu Beto tenha sido uma crueldade chocante, centenas de pessoas mostraram ao velhinho que ainda existe gente honesta, capaz de ajudar os outros.

Seu Beto necessitava de um milagre e um milagre foi o que conseguiu.

Traduzido de UPSOCL
Pedreiro leva golpe de um “companheiro” de trabalho, mas o que aconteceria depois ninguém imaginava Pedreiro leva golpe de um “companheiro” de trabalho, mas o que aconteceria depois ninguém imaginava Reviewed by Editor on janeiro 27, 2020 Rating: 5

Nenhum comentário

Recent Posts

Feat